Temas atuais para abordar na escola em 2020

Dicas de atividades e livros para usar em sala de aula
Queimadas, vazamento de óleo, escassez de água, uso indiscriminado de agrotóxicos e tantas outras agressões à natureza que ocuparam o noticiário neste no ano de 2019 nos mostraram que o cuidado com o meio ambiente deve ser uma prática constante.
Separamos alguns temas que podem ser usados como ponto de partida para o debate em sala de aula neste ano que se inicia. Vamos passar também dicas de como trabalhar esses assuntos e indicar nossos livros que abordam questões atuais e importantes para melhorar a vida das pessoas no planeta.
DESMATAMENTO NA AMAZÔNIA 
O desmatamento da Floresta Amazônica é um dos principais problemas ambientais do mundo atual, em função de sua grande importância para o meio ambiente. Este desmatamento causa extinção de espécies vegetais e animais, trazendo danos irreparáveis para o ecossistema.
Entre agosto de 2018 e julho de 2019 às queimadas na Amazônia atingiram o recorde da década, de acordo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Foi registrado um aumento de 29,5% em relação ao período anterior (agosto de 2017 a julho de 2018), que registrou 7.536 km² de área desmatada.
Quatro estados respondem por 84% da floresta derrubada, sendo 40% no Pará, seguido por Mato Grosso, Amazonas e Rondônia.
Dicas para sala de aula 
Livro – Vivene e Florine e suas descobertas na Amazônia 
Para trabalhar o tema, indicamos a saga das abelhinhas Vivene e Florine não Amazônia, que aborda o problema de maneira lúdica.
A obra conta a história de Vivene e Florine, duas abelhas que percebem uma área completamente devastada pelos humanos na floresta onde vivem. Preocupadas, partem rumo à Floresta Amazônica em busca da ajuda de animais especializados em reflorestamento. Lá, descobrem que a própria espécie está ameaçada de extinção.
Ações sugeridas 
1. Roda de conversa seguida de oficina de reciclagem 
Após a leitura do livro, peça às crianças para pesquisarem sobre o desmatamento e separarem materiais recicláveis. Em sala, organize a turma em roda e promova uma conversa sobre os riscos das queimadas. Reportagens de jornais também ajudam a fazer a conexão com a realidade. Após o debate, proponha uma oficina de reciclagem, estimulando as crianças a criar cenários de florestas, muito verde e mensagens positivas sobre sustentabilidade.
2. Filmes e infográficos
Os materiais podem ajudar no debate sobre a importância da Amazônia, considerando seus aspectos sociais, ambientais, políticos e econômicos.
Confira as sugestões da ONG Porvir:
Filmes
Andes Água Amazônia: o documentário trata de um dos mais importantes ciclos hidrológicos da Terra, que acontece entre os Andes e a Amazônia. Classificação livre, 22 minutos.
Belo Monte – Anúncio de Uma Guerra: a partir de entrevistas com moradores de cidades próximas ao canteiro de obras da usina, como Altamira e Vitória do Xingu, o filme traz a opinião de especialistas e ainda mostra depoimentos de moradores e indígenas de regiões próximas ao complexo hidrelétrico. Classificação livre, 80 minutos.
Amazônia Eterna: o filme apresenta equívocos e possíveis caminhos para enxergar a maior floresta tropical do mundo nas suas camadas social, política e econômica. Classificação livre, 79 minutos.
Mais Cidade, Menos Floresta: reúne dados e indicadores que impactam no desenvolvimento da cidade de Manaus (AM), principalmente em relação à diminuição da floresta.
Infográficos

InfoAmazonia: mantido por uma rede de organizações e jornalistas, o portal traz uma série de dados, infográficos e notícias sobre a Amazônia.
O que está acontecendo com o desmatamento na amazônia: o infográfico apresenta dados que relacionam políticas públicas com a redução das taxas de desmatamento.
FLEXIBILIZAÇÃO DAS REGRAS PARA USO DE AGROTÓXICOS
Dezenas de novos produtos comerciais com agrotóxicos receberam permissão para chegar ao mercado em 2019. Entre eles um aditivo inédito, o Sulfoxaflor, que já causa polêmica nos Estados Unidos. Os outros são velhos conhecidos do agricultor brasileiro, mas que agora passam a ser produzidos por mais empresas e até utilizados em novas culturas, entre elas a de alimentos.
Um é considerado extremamente tóxico, o Metomil, ingrediente ativo usado em agrotóxicos indicados para culturas como algodão, batata, soja, couve e milho. Além dele, quatro foram classificados como altamente tóxicos. Quase todos são perigosos para o meio ambiente, segundo a classificação oficial. Quatorze são “muito perigosos” ao meio ambiente, e 12, considerados “perigosos”.
Dicas para sala de aula 
O livro A Fazendinha mostra a importância da alimentação saudável, valorizando os alimentos orgânicos e sem agrotóxicos.  
A Fazendinha conta a história de Valentina, menininha muito esperta que ama as plantas e os animais. Em uma emocionante viagem à Fazenda do Senhor Zecão, diversão e aprendizado caminham juntos quando essa garotinha curiosa e seus amiguinhos experimentam as maravilhas da vida no campo. Tudo é novidade para essas crianças da cidade grande. Para completar, ganham de presente uma verdadeira aula sobre alimentos orgânicos e passam a compreender a necessidade de se manter em harmonia com a natureza.
Ações sugeridas:
1. A partir da proposta de A Fazendinha, o professor deve explorar os conceitos de Meio Ambiente, Ética, Pluralidade Cultural e Saúde explicando o que é zona rural, suas características e relevância para a vida
2. Debater os riscos do uso indiscriminado de agrotóxicos. Levantar casos históricos de pessoas ou povoados que foram prejudicados por venenos agrícolas
3. Mostrar o que são os alimentos orgânicos (BIO) e sua importância: são produtos isentos de aditivos químicos, são naturais, que respeitam o ambiente, que são produzidos de uma forma mais artesanal e sustentável, e que respeitam um conjunto de normas exigidas para poderem ser comercializados.
4. Montar na escola uma horta para cultivo de alimentos orgânicos. A colheita pode ser usada nas refeições escolares.
ESCASSEZ DE ÁGUA 
Os riscos de escassez de água em vários países do mundo também ganharam espaço no noticiário. E aí perguntamos: será que realmente basta fechar a torneira ao escovar os dentes? O desperdício de água é mais complexo e pode ser considerado como um dos maiores desafios da sociedade mundial. Segundo a ONU, mais de 2,1 bilhões de pessoas não têm acesso à água potável e quase dois milhões de crianças com menos de 5 anos de idade morrem anualmente pela ingestão de água contaminada.
Dicas para sala de aula 
Sugerimos para prática pedagógica nosso livro “A Nuvem Floquinho”. 
Floquinho é uma nuvem ambientalista que fala justamente sobre os cuidados que devemos ter com o planeta e a importância de economizar água. De forma leve e divertida, a história desperta o interesse pela preservação ambiental e alerta sobre os perigos da poluição para toda a humanidade.
Ações sugeridas:
1. Pedir que os alunos anotem diariamente, durante uma semana, todas a atitudes positivas para economizar. Exemplo: tomar banhos rápidos, usar a descarga de maneira consciente, usar menos água para lavar louça, lavar carro com balde e não com mangueira, etc
2. Usar revistas, jornais, músicas e documentários que despertem a atenção dos alunos para a importância da economia de água. Essa interconexão entre ficção e realidade vai ajudá-los a entender que a necessidade de preservação do meio ambiente é urgente e real. É fundamental mostrar que os alunos são agentes no processo de preservação do meio ambiente.
3. Organizar uma campanha que mobilize toda a escola e fazer com que os alunos sejam agentes multiplicadores na comunidade
Na próxima reportagem, vamos mostrar dicas para trabalhar em sala de aula os temas: bullying, obesidade, alimentação saudável e poluição ambiental. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *