Saiba tudo sobre imigração; 272 milhões de pessoas não moram em seus países de origem

Saiba tudo sobre imigração; 272 milhões de pessoas não moram em seus países de origem

nov 23 | Adm

Crise econômica; violência; perseguição; busca por melhores condições; para estudar; atrás de emprego, etc. Esses são alguns exemplos dos motivos que levam uma pessoa sair de seu país de origem e ir para outro.

Esse fenômeno se chama imigração e segundo dados da Organização das Nações Unidas (ONU), há 272 milhões de imigrantes no mundo. O levantamento mostra que o número de imigrantes cresceu mais rápido que o número da população mundial, passando de 2,8% em 2000, para 3,5% em 2019.

Além disso, o número de pessoas refugiadas e que pedem asilo em outro país também aumentou cerca de 13 milhões entre 2009 e 2017.

Países preferidos

Os dados revelados pela ONU mostram ainda que do total de imigrantes, 38 milhões têm menos que 20 anos. A África Subsaariana recebeu a maior proporção de jovens (27%), seguido pela América Latina e Caribe, norte da África e Ásia Ocidental (cerca de 22% cada).  

No entanto, apesar do alto número de imigrantes no mundo, o relatório mostra que do total, a metade vive em somente dez países: 51 milhões nos Estados Unidos; 13 milhões vivem na Alemanha e Arábia Saudita (cada); 12 milhões na Rússia; 10 milhões no Rio Unido; 9 milhões no Emirados Árabes Unidos; 8 milhões em França, Canadá e Austrália (cada) e 6 milhões na Itália.

Maior numero de imigrantes

Em alguns países, os imigrantes ocupam maior número do que a população local. Como por exemplo os Emirados Árabes Unidos que possui uma população de 9,1 milhões e desse número, 8,09 milhões são estrangeiros.

A península do Golfo Pérsico, no Catar, é formado por 75,5% de imigrantes, são 1,6 milhão de estrangeiros. No Kuwait, há 2,8 milhões de imigrantes, o número representa 73,6% da população. O pequeno país Liechtenstein, tem 23.493 imigrantes. Já Andorra, tem 42.082 imigrantes, o número representa 60,12% de seus habitantes.

O Brasil e a imigração

De 2010 a 2018 o país registrou mais de 700 mil imigrantes. Segundo o Ministério da Justiça e Segurança Pública, haitianos, venezuelanos e colombianos são as três principais nacionalidades que formam o grupo de imigrantes no Brasil em 2018.

De acordo com o relatório World Migration Report, publicado em 2018 pela Organização Internacional para as Migrações (OIM) mostrou que entre 2010 e 2015, a população de migrantes que vive no Brasil cresceu 20%.

Livro fala sobre imigração

O novo livro da escritora Isa Colli que é neta de imigrantes, fala sobre a imigração para o bairro Brás, em São Paulo.

O tema central de “Tâmaras e Quibes”, é a imigração, o respeito às diferenças e lições básicas dos valores dos estudos, trabalho e do empreendedorismo.

A obra fala principalmente da imigração vinda do Oriente Médio e ainda convida os pequenos a passearem pela culinária dos países árabes.

A sinopse

Imagine um português José Braz, de coração enorme, que recebia em sua chácara imigrantes vindos de várias partes do mundo. Em pouco tempo, a chácara virou um povoado com pessoas incríveis como o senhor Mohamed, dono de um comércio de comidas árabes, com restaurante e loja de temperos que agradavam em cheio os fregueses, como o menino Zezinho. A amizade entre Mohamed e Zezinho iria mudar o destino do garoto. A história convida a um saboroso passeio pela culinária dos países árabes, falando sobre o respeito às outras culturas e o valor da amizade.

O livro “Tâmaras e Quibes” pode ser adquirido no site da Colli Books em formato e-book.

Fontes: O Globo | O Globo | Uol | Governo Federal | Politize

Compartilhe:

Cadastre seu e-mail para receber novidades !

Português

Português

Português

Português

Português

English

Français


Português

English

Français

Português

English

Français

Português

English

Français