Brinquedos para crianças no berçário e maternal

Um bebê é capaz de ficar vários minutos entretido com cubos coloridos, um chocalho musical ou um livrinho de tecido. Brincar faz parte da vida da criança. E é através da brincadeira que ela aprende a organizar e a entender o mundo. Por isso, as atividades lúdicas são conteúdo essencial nos berçários e no maternal.

É importante lembrar-se que as crianças nesta fase da vida não se desenvolvem de forma linear. O desenvolvimento ocorre de forma gradual, aos poucos. O educador deve aproveitar essa manifestação natural de descobertas para desenvolver tarefas prazerosas, lúdicas e contínuas, sem pressa, pois cada uma se desenvolve de acordo com seu organismo e necessidade. A criança precisa ser estimulada sem, no entanto, avançar etapas, para não gerar situação de conflito, interferindo no seu desenvolvimento e sua personalidade.

 

Explorando as cores 

As cores e os sons chamam a atenção das crianças. Então, abuse de brinquedos coloridos. Os brinquedos musicais também são ótimos, pois além de melhorarem a capacidade auditiva das crianças, eles produzem um grande estímulo cerebral. Outra modalidade em que o brinquedo faz sucesso entre as crianças pequenas são os brinquedos de encaixar e de empilhar.

Mas existem alguns cuidados que se deve ter na hora de comprar qualquer brinquedo para oferecer às crianças do berçário e maternal: primeiro, deve-se certificar que o produto é adequado para a faixa etária e depois, se ele tem os selos de aprovação de qualidade no Inmetro.

Compre brinquedos educativos de boa qualidade e com origem certificada. Lembre-se que crianças pequenas levam tudo à boca.

 

Atividades de Artes 

Toda criança precisa ser estimulada para aprender a explorar os cinco sentidos (tato, olfato, visão, paladar e audição). É através desses sentidos que os pequenos adquirem e absorvem com mais facilidade o que lhe é ensinado. Eles desenvolvem uma maior sensibilidade visual e fazem rápidas associações com mais facilidade.

Entre as brincadeiras preferidas das crianças no berçário e maternal estão as palmas (acompanhadas de músicas ou não) e a brincadeira de se esconder. Aos poucos, as brincadeiras podem ficar mais complexas. O professor pode, por exemplo, intercalar canções de ninar com músicas mais longas e abusar até de coreografias.

A função da brincadeira nos primeiros anos de vida também tem caráter educativo, além dos estímulos motores. Durante as brincadeiras em grupo, elas aprendem a lidar com regras, ter paciência, esperar a sua vez e conviver em grupo.

Incentivar atividades que evolvam artes é muito importante. Você pode trabalhar diversas atividades artísticas, como as listadas abaixo:

  • Carimbo com frutas e verduras
  • Carimbo de Batata
  • Pintura com as mãos
  • Atividade de Colagem para Maternal
  • Atividades com músicas –

“as cantigas de ninar, as canções de roda, as parlendas e todo tipo de jogo musical tem grande importância, pois é através dessas interações que os bebês desenvolvem um repertório que lhes permitirá comunicar-se pelos sons (Brito, 2003, p.35)”

 

Importância da música

As músicas devem fazer parte das atividades das crianças do berçário e maternal. Com elas, você pode trabalhar diversos aspetos do desenvolvimento infantil, como a agilidade, força física, conhecimento do espaço e seu corpo, além da coordenação motora e ritmos. Alguns exemplos:

  • Brincadeiras de roda com músicas folclóricas
  • Instrumentos musicais artesanais

 

Histórias Infantis para berçário e maternal

As histórias infantis são recursos valiosos para todos os professores do berçário e maternal. Elas ajudam no desenvolvimento da linguagem, mesmo que o bebê ainda não saiba falar. O ideal é encaixá-las na rotina da creche ou escola, como antes da hora do sono.

Você pode tomar alguns cuidados especiais na hora de contar histórias para os bebês, para evitar sustos e choros:

  • use um tom de voz suave
  • evite movimentos bruscos com o corpo
  • una canções às histórias
  • use objetos durante o processo (fitas, lenços, fantoches, cenário)
  • evite histórias longas
  • use livros coloridos e com figuras grandes

 

Atividades sensoriais

Muitas vezes quando falamos em atividades sensoriais estamos, na verdade, querendo estimular o tato do bebê. Seja pelo contato com diversos objetos ou utilizando um tapete ou painel sensorial.

Permitir que as crianças manipulem diferentes materiais, com texturas, formas e aspectos físicos permitem aos alunos desenvolver seus sentidos.

Você pode utilizar recipientes plásticos com diferentes materiais, como água, areia, pedras, cereais, macarrão, etc. Diferentes materiais também podem ser colados em uma folha de papel, formando um livro tátil.

Outro sentido que facilmente pode ser estimulado é a visão. Você pode trabalhar aspectos como ligar e desligar uma luz (monte uma caixa de madeira com interruptores e lâmpadas de diversas cores diferentes), pisca-pisca de natal, utilizar um espelho, mostrar livros coloridos e com figuras grandes, brincar com sombras na parede, usando uma lanterna.

Como você pode ver, existem inúmeras atividades no berçário e maternal que podem ser utilizadas no trabalho de estímulo aos sentidos. Você pode trabalhar as atividades sensoriais também com crianças com distúrbios de aprendizado ou no espectro autista.

 

Sugestões de atividades 

  • Arte com mingau 

IDADE: De 8 meses a 1 ano e meio

TEMPO: 30 minutos

ESPAÇO: Sala de atividades ou pátio

MATERIAL: Maisena, corante alimentar e água

 

OBJETIVO: Interagir com o espaço.

PREPARAÇÃO: Em uma panela, dissolva uma colher de sopa de maisena para cada copo de água. A quantidade é de acordo com o número de crianças ou o tamanho do espaço onde a atividade será realizada. Coloque pitada de corante até a mistura ficar com a cor que você deseja. Leve-a ao fogo e mexa até que se transforme em um mingau. Deixe esfriar. Avise os pais para mandarem roupas velhas no dia da brincadeira. Espalhe a mistura no chão da sala onde as crianças vão brincar. Deixe-as andar, engatinhar e rolar sobre o mingau, interagindo com o espaço. Atenção para que todos se divirtam e ninguém se machuque. Incentive as várias possibilidades de movimento.

 

  • A música dos nomes 

IDADE: A partir de 4 meses

TEMPO: 30 minutos

ESPAÇO: Sala de atividades, pátio ou jardim

 

OBJETIVOS: Reconhecer o próprio nome e reforçar o vínculo com o educador. Escolha uma música na qual você possa incluir o nome das crianças. Alguns exemplos: “Se Eu Fosse um Peixinho”, “A Canoa Virou”, “Ciranda, Cirandinha” e “Fui ao Itororó”. Reúna a turma em um local agradável e cante. Os bebês também podem participar, já que a intenção é fazer com que se familiarizem com os nomes. Aos que já andam, sugira uma roda, que vai se formando com aqueles que ouvem o próprio nome.

 

  • Hora da colheita 

IDADE: A partir de 3 anos

TEMPO: Uma hora

ESPAÇO: Sala de atividades

 

MATERIAL: Cartolina ou papel cartão, argila, tinta, dado com um lado de cada cor, miniatura de um passarinho (de plástico ou origami) e vasilhas ou cestinhos coloridos.

OBJETIVOS: Integrar-se ao grupo e colaborar com os colegas.

PREPARAÇÃO: Cole uma gravura ou desenhe uma árvore cheia de galhos do tamanho de uma cartolina para servir de tabuleiro. Faça frutinhas de argila, deixe secar e pinte-as com as mesmas cores do dado que será usado no jogo. Em uma das faces dele, desenhe um passarinho. Confeccione também cestinhas de origami ou arrume vasilhas com as mesmas cores do dado e providencie um brinquedo em forma de passarinho. Coloque o tabuleiro sobre uma mesa e espalhe as frutinhas pelos galhos. O passarinho deve ficar solto. Em volta do tabuleiro, espalhe as cestinhas coloridas. Jogo para quatro crianças. Uma criança por vez lança o dado, retira da árvore a fruta da mesma cor indicada pelo dado e coloca-a na cestinha, também da mesma tonalidade. Se o dado cair com a face que traz o passarinho, é ele quem fica com a fruta. O objetivo é colher todas antes que o passarinho as coma.

 

  • Teatro dos bonecos 

IDADE: A partir de 1 ano e meio

TEMPO: 30 minutos

ESPAÇO: Sala de atividades, pátio ou biblioteca

MATERIAL: Fantoches ou dedoches

OBJETIVO: Conhecer a rotina da escola enquanto conversa com os personagens. Sente-se com as crianças no chão e faça os bonecos “conversarem” com cada uma. Você pode fazer perguntas como: – Quem trouxe você para a escola hoje? – Você tem amigos? Quem são? – Você já brincou no parque? – Você já tomou lanche?

 

  • Mamãe tem cartinha pra você 

IDADE: A partir de 2 anos

TEMPO: Uma hora

ESPAÇO: Sala de atividades

MATERIAL: Canetas hidrográficas, papel e envelopes

OBJETIVOS: Tranquilizar-se quanto aos sentimentos de adaptação (exemplo: tristeza) e compartilhar com os pais as atividades escolares. Distribua uma folha de papel e canetas hidrográficas para cada criança e peça que faça uma cartinha aos pais. Quando todas terminarem os desenhos, chame uma por uma e pergunte a quem a mensagem é endereçada e o que ela deseja comunicar. Escreva o que a criança disser na mesma folha usada por ela. É importante perguntar se ela quer entregar a carta à pessoa apontada. Em caso positivo, coloque-a em um envelope e oriente a criança a entregá-la ao chegar em casa. Caso contrário, guarde o desenho com as demais atividades.

 

  • Cuidado com a boneca 

IDADE: De 1 a 3 anos

TEMPO: 30 minutos

ESPAÇO: Sala de atividades

MATERIAL: Bonecas, roupinhas de boneca, retalhos de tecido, mamadeiras e chupetas.

OBJETIVOS: Brincar de faz-de-conta durante o jogo simbólico; tocar o colega; e ter um bom relacionamento com o grupo. Esta brincadeira é para meninos e meninas, pois tem o objetivo de desenvolver o relacionamento interpessoal, promovendo atitudes de cuidado e carinho com o outro –necessidades que são comuns a todos, independentemente do sexo. Isso vai se dar no faz-de-conta, momento que a criança aprende sobre as interações sociais. Por isso, é importante ter seu espaço garantido e valorizado na rotina. Proponha que cada um pegue uma boneca e cuide dela como se fosse sua filha. Os pequenos devem dar banho, trocar fralda e fazer carinho.

 

  • Papai veio brincar 

IDADE: De 3 meses a 1 ano

TEMPO: 30 minutos

ESPAÇO: Sala ampla

MATERIAL: Aparelho de som, CDs ou fitas cassete com músicas infantis, bolas, fantoches e panos coloridos

OBJETIVO: Interagir ludicamente com os pais por meio da brincadeira

PREPARAÇÃO: Decore o ambiente com os panos. Coloque uma música e peça para o pai ou a mãe se sentar no chão com o filho. Você pode conduzir as brincadeiras, como rolar uma bola para a criança ou brincar com um fantoche, apresentando possibilidades de interação. Os pais se inspiram em você ou criam brincadeiras.

 

  • Jogo das expressões 

IDADE: De 2 a 3 anos

TEMPO: 30 minutos

ESPAÇO: Sala de atividades.

MATERIAL: Cartolina, pincéis atômicos ou tinta

OBJETIVOS: Nomear os sentimentos e conversar sobre suas possíveis causas

PREPARAÇÃO: Desenhe na cartolina várias carinhas com expressões faciais que demonstrem sentimentos de tristeza, alegria, raiva, medo, susto etc. Deixe algumas em branco para nomear um sentimento que apareça no decorrer da brincadeira. Convide a criança a apontar a que mais revela a maneira como ela se sente naquele momento e a explicar os motivos daquela sensação. Ela pode, por exemplo, estar com raiva do colega porque tirou um brinquedo da sua mão.

 

  • Caminhada solidária 

IDADE: De 1 ano e meio a 3 anos

TEMPO: De 5 a 10 minutos

ESPAÇO: Áreas livres ou outros espaços

OBJETIVOS: Desenvolver a ideia de grupo e a tolerância. Esta proposta pode ser aplicada sempre que as crianças tiverem de andar juntas, como da sala para o pátio. Quem quiser correr tem de se controlar. Quem for mais lento precisa se apressar. Se houver alguém com dificuldade de locomoção, o grupo todo terá de esperá-lo.

Agora, se você não tiver esses materiais à mão, nossa sugestão é que crie suas próprias brincadeiras. Com certeza os bebês e as crianças irão adorar. E que tal envolver os pais ou responsáveis, pedindo doações de objetos recicláveis como garrafas pet, caixas de leite, CDs velhos… Eles podem ser transformados em brinquedos incríveis, baratos e sustentáveis!

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *