Trabalho da poesia na sala de aula

Como aproximar crianças e adolescentes deste universo 

 

O ritmo, a musicalidade e a mensagem de uma boa poesia podem despertar no leitor sentimentos como amor, saudade e carinho. Ela também possibilita o conhecimento, ampliação do vocabulário e transmissão de valores. A poesia estimula ainda diversos pontos de aprendizagem, como leitura, interpretação, criação, pensamento crítico, memória e compreensão de sentidos figurativos da linguagem. São tantas vantagens, que se torna impossível deixar esse gênero literário fora da sala de aula.

A poesia pode ser trabalhada inclusive nas séries iniciais. Neste caso, a professora pode começar com pequenos poemas, como a parlenda ou mesmo o trava-línguas, além de músicas com letras em rima, como a cantiga de roda.

 

Se você se animou com a ideia de trabalhar poesia com a sua turma, veja as dicas que preparamos para te ajudar nesta missão.

 

  1. Comece recitando um poema curto ou apenas alguns versos e faça perguntas aos alunos a respeito do texto, como: quem é o autor? O que ele estava pensando quando escreveu? Qual o assunto do texto?

 

Depois, faça uma roda para conversar sobre poesia. Leia informações básica sobre o gênero e deixe os alunos contarem suas experiências, como quais livros de poesia já leram, autores favoritos, etc.

 

Caso ninguém tenha lido livros de poesia, tenha em mãos alguns títulos para que eles possam levar para ler em casa. Os sebos costumam vender boas opções com preços em conta.

 

  1. Proponha que os alunos façam uma pesquisa sobre poetas brasileiros e estrangeiros, valendo ponto para juntar com a nota da prova.

 

  1. Organize a turma em grupos e faça trabalhos para exercitar rimas e regras de pontuação.

 

  1. Proponha a criação de uma poesia coletiva, em uma cartolina grande. O tema pode ser sugerido pelos alunos e escolhido por votação. Antes da atividade, leia uma poesia de um autor conhecido para inspirar o grupo.

 

  1. Organize um sarau de poesias na escola. Uma sugestão é convidar um autor para conversar sobre seu processo criativo, inspiração, temas favoritos, diferenças de estilo e, claro, recitar poesias para a garotada. Essa aproximação é uma forma de garantir o envolvimento dos estudantes.

 

  1. Faça um concurso de poesia. Uma sugestão é que a escolha dos vencedores seja feita no pátio da escola em uma festa ou aula aberta para que todos possam participar.

 

As poesias escolhidas podem ser organizadas e diagramadas na aula de informática e impressas no computador para que os alunos possam guardar de lembrança.

 

Inspire-se nestas ideias e mãos à obra! 

 

E se você quiser uma sugestão de livro de poesia para trabalhar com seus alunos, conheça “Fases Intimistas”, da escritora Isa Colli. As informações estão disponíveis com Anderson Evangelista pelos contatos (41) 99680-5875 / anderson@collibooks.com

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *