Jardim de infância deve ser um espaço para a criança brincar

Jardim de infância deve ser um espaço para a criança brincar

mar 06 | Isa Colli

A constituição brasileira afirma que a educação, dever da família e do Estado, deve ser inspirada nos princípios de liberdade e nos ideais de solidariedade humana.

Diz ainda que a finalidade da escola é preparar o aluno para desenvolver o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho.

Então, quando a criança deve começar a aprender ler?

Esse tempo começa no berço, com a leitura feita pelos pais.

A alfabetização deve começar na Pré-escola?

Segundo a discursiva do psicólogo especialista em psicologia infantil, Eduardo Sá, no encontro “Vale a Pena ir à Pré”, uma iniciativa conjunta da Carlucci American International School of Lisbon (CAISL) e da revista Pais & filhos destinada a debater e esclarecer o valor do ensino pré-escolar na educação de uma criança, “O jardim de infância não é para aprender a ler nem a escrever”. Ele criticou os educadores que iniciam o processo de aprendizagem ainda na primeira infância, lembrando que as crianças antes de aprender a ler, deve aprender a interpretar.

Eduardo Sá, defendeu que o jardim de infância deve ser um local onde a criança exerça atividade física “dançar, cantar, desenhar, rolar pelo chão, pátios” pois, justificou que, primeiro elas aprendem a pensar com o corpo.

Ele afirma que estão mudando o sentido da pré-escola, distorcendo os valores e princípios da educação infantil. Que Incluir o pluralismo de ideias e concepções pedagógicas de centros educacionais regulares, na alfabetização pré-escolar, é retirar da criança o direito de se expressar livremente.

Ele diz que o jardim de infância deve ser um espaço para a criança brincar. “A brincadeira é um patrimônio da humanidade que ajuda a pensar em tempo real e resolver dificuldades”.

O psicólogo salienta ainda que a educação abrange os processos formativos que se desenvolvem na vida familiar, na convivência humana, no trabalho, nas instituições de ensino e nos movimentos sociais.

O processo de aprendizagem deve ser inserido passo a passo, sem forçar, respeitando os limites e tempo de cada educando, incluindo música, educação visual e contação de histórias. Ele afirma que quanto mais educação visual as crianças tiverem, menos dificuldades terão com ortográficas. Quanto mais histórias ouvirem e contarem no jardim de infância, mais formadores de opinião e cidadãos seguros, estaremos preparando para o mundo.

Em suma, concluiu que o jardim de infância faz bem à saúde e é urgente que seja mimado, sob pena de virmos a pagar no futuro custos exorbitantes por tal esquecimento.

Divertir-se não pode ser uma atividade de fim de semana, nem os espaços para brincar podem estar confinados a pátios fechados. E se a educação na primeira infância,  for tratada com a excelência que a mesma merece, as crianças não estarão apenas prontas, mas louquinhas para aprender a ler e escrever no tempo certo.

Compartilhe:

Cadastre seu e-mail para receber
novidades e baixe meu E-book Grátis.