Personagens e fábulas ajudam a criança a organizar seus afetos

Segundo o biólogo e psicólogo suíço Jean Piaget, falecido em 1980, a fantasia ajuda a criança a organizar seus afetos. O cérebro infantil fantasia antes de ter raciocínio lógico. Um dos estágios da organização cerebral é coordenado pelo processo natural de fantasiar. Essa é a afirmação de Piaget, considerado um dos mais importantes pensadores do século XX.

Convicta de que os personagens e fábulas são capazes de transferir valores, fortalecer comportamentos positivos e reforçar a autoestima, escolhi escrever para crianças. É muito importante reforçar a relevância da representatividade e da identificação dos pequenos com brinquedos, personagens e histórias.

Quando estou entre amigos imaginários, vivo momentos maravilhosos. São recortes muito peculiares e particulares. A arte de educar e fortalecer crianças é mágica. Elas são livres de preconceitos, aprendem facilmente, e os seus sorrisos  brotam naturalmente, sem mesuras ou fingimentos. A inocência é igualmente importante, assim como os personagens das fábulas que escutam. A garotada mantêm viva a pluralidade de ideias, com gestos corajosos e colocações surpreendentes.

Isso é ser criança. Mas é também sobre voltar a ser criança. Melhor ainda é que seja sobre nunca deixar de ser criança. É disso que se tratam os meus personagens. Oportunidades únicas de somar amor, alegria e coragem.

 

Deixe uma resposta