Médicos receitam livros para crianças

Médicos receitam livros para crianças

nov 08 | Isa Colli
sofia2

Sofia é uma linda leitora trilíngue que mora na Itália. Gosto pela leitura desde cedo.

 

O Brasil é mesmo um país surpreendente e algumas iniciativas me enchem de orgulho. No ano passado a Sociedade Brasileira de Pediatria lançou a campanha “Receite um Livro”.

Essa campanha orienta pediatras do país a receitarem livros para crianças de zero a seis anos. A receita vale para crianças com deficiência, prematuras ou com problemas cognitivos.

O objetivo, que merece aplausos, é investir na literatura como instrumento mediador de questões ‘difíceis´ de tratar com as crianças. Os médicos garantem que crianças leitoras têm mais desenvoltura para resolver demandas emocionais e para o convívio e relacionamento social.

E as boas notícias não param por aí. Os especialistas garantem que o resultado é ainda melhor em crianças com alguma deficiência ou déficit de atenção. Eles dizem que a partir das estórias elas descobrem habilidades desconhecidas e podem se reconectar com suas habilidades cognitivas.

A campanha é incentivada pelo clube de assinatura de livros infantis Leiturinha, que envia mensalmente kits de livros para cerca de 20 mil leitores de todo o Brasil.  O Leiturinha também implanta cantinhos de leitura nas salas de espera dos consultórios médicos.

Parabéns à Sociedade Brasileira de Pediatria e ao Leiturinha. Muitos aplausos e meu respeito por se unirem para incentivarem a prática da leitura.

 

Compartilhe:

Cadastre seu e-mail para receber novidades !