Escritora brasileira participou da Feira do Livro em Bruxel

 

 
 

A escritora Isa Colli, radicada em Bruxelas, acabou de lançar mais dois livros: a Fazendinha, um livro infanto-juvenil, e O Recomeço, um romance com uma história arrepiante de luta pela sobrevivência. 

Desde cedo que Isa Colli se interessou pela escrita, porque ainda antes se deixou encantar pela leitura. Como a própria autora recorda, foi muito importante a influência das histórias que lhe contava a sua mãe, de poucos estudos, mas grande sabedoria, na abertura aos caminhos da imaginação, por onde se tem deixado levar.

A escritora acredita que com a leitura vem o incentivo à prática da cidadania plena, que envolve o respeito e a valorização do outro. Mas, a escrita se apresentou para Isa, como uma missão, tornando-se o maior projeto da sua vida, quando, diagnosticada com um câncer, tomou consciência da brevidade da vida. O resto foi acontecendo, sem nunca planear com exatidão.

«Quando visualizamos a morte, passamos a valorizar não apenas a nossa vida, mas a dos outros. O ângulo de visão do mundo muda. A existência passa a ter uma motivação: deixar um legado. Escolhi escrever por acreditar e defender que as mudanças tão necessárias à nossa formação passam pela leitura e pela Educação de qualidade.  Escrever é um processo de libertação da criatividade e dos sentidos”, partilha Isa Colli.

Desde cedo que Isa Colli se interessou pela escrita, porque ainda antes se deixou encantar pela leitura
Desde cedo que Isa Colli se interessou pela escrita, porque ainda antes se deixou encantar pela leitura

Quando abordada sobre inspiração, ela apenas completa: “não existe mistério. Ideias mágicas não caem do céu entrando no cérebro, informando, escreva isso ou aquilo. O escritor escreve o que pensa, o que lhe apetece, o que os seus personagens sentem: morte, amor, ódio, angústia, ansiedade, desejo, medo, frio, calor, felicidade, paz, guerra, etc. Tudo é literatura. A vida é literatura”.

 

Isa Colli, escreve com as vísceras. Sem medo. Sem rótulos. Sem preconceitos. Sem barreiras. Sem pensar se vai agradar ou desagradar.

A autora não para. Em 12 de março de 2017 participou da Feira do Livro em Bruxelas a convite dos amigos escritores belgas (Daniel Soil (delegado Wallonie), Gerard Adam, Armand Garret e Claude Donnay). Em seguida, parte para Feira de Bologna na Itália, que acontecerá entre os dias 3 e 6 de abril 2017.

O legado da autora vai em 7 livros infantis – e um romance. A Fazendinha conta a história de Felícia, uma menina muito astuta, que ama as plantas e os animais e que, numa emocionante viagem à fazenda do Senhor Zicão, caminha entre a diversão e a aprendizagem, experimentando as maravilhas da vida no campo. Tudo é novidade para estas crianças da cidade grande…

«O meu objetivo com a escrita é influenciar positivamente esta nova geração através de belas histórias que incentivem o trabalho em equipe, o respeito pelas diferenças, o empreendedorismo, bem como a noção de que não há limites para quem sonha e se empenha para viabilizar esses sonhos», defende.

O Recomeço conta a história de João Carlos, um surfista que, juntamente com Maria Paula, protagoniza uma luta inglória contra um inimigo poderoso e invisível. O despertar da força de uma menina mimada, da cidade grande, e do jovem angrense na busca pela sobrevivência, emocionam do início ao fim.

Mais informações sobre a autora em http://isacolli.com