Isa Colli

A escritora Isa Colli é ítalo-brasileira nascida em Presidente Kennedy, no Espírito Santo – Brasil. Mora em Bruxelas, na Bélgica.

Estimular ou pressionar as crianças É claro que a maioria dos pais não quer fazer mal aos seus filhos, mas pela ignorância ou repetição de atitudes do passado, em vez de ajudar, acabam criando um adulto complexado, triste e sem a capacidade de aceitar os próprios erros. E provavelmente, ele repetirá esse comportamento com os seus filhos. No entanto, quando estamos estimulando e quando estamos pressionando? A linha tênue que separa essas duas ações está baseada na atitude. Para entender melhor, Madeline Levine diz em seus livros que se os adultos se conectam Continue lendo

Qual é, afinal, a importância da educação financeira para crianças? Qual seu papel na formação de conceitos como ganhar dinheiro, gastar, poupar? Preparar financeiramente os pequenos é o processo de torná-los capazes de fazer o melhor uso possível do dinheiro. Assim, quando chegarem à fase adulta, saberão gerir os seus ganhos e conquistar uma boa qualidade de vida. Sob esse ponto de vista, a educação financeira é uma ferramenta para garantir tranquilidade no futuro.   O que é o dinheiro? Ensinar as crianças sobre o Continue lendo

  Comprovado cientificamente, a literatura infantil produz emoções e equilibra os sentimentos das crianças. Na psique infantil o imaginário e a fantasia podem ser liberados pelo contato literário (escrita, audição ou leitura), pois são constitutivos da atividade criadora da criança sobre a realidade. É o imaginário suprindo o real. Uma das características dos contos é expor diretamente e de forma concisa um problema existencial. Isto permite à criança de uma forma simples enfrentar de imediato o problema, sem recurso a enredos de difícil compreensão. Nos Continue lendo

Todos os dias surgem novos jogos obscuros colocando em perigo, crianças e jovens. Após a sucessão de casos de vítimas da Baleia Azul, chegou a vez do “Abecedário do Diabo”. O novo jogo ganha força e o primeiro caso conhecido envolve um menino de apenas oito anos. O alerta para este novo jogo tenebroso surgiu em Mieres, nas Astúrias (Espanha) depois de uma mãe ter detectado duas feridas “em carne viva” nas mãos do filho de oito anos. O assunto foi relatado pelo jornal La Nueva España. Continue lendo

Uma das maiores preocupações dos educadores que trabalham com crianças pequenas é como avaliar a Educação Infantil? A maneira de definir quais dinâmicas estão dando certo e qual a qualidade do trabalho pedagógico, são dúvidas recorrentes. O fator mais inquietante é que não existe um instrumento nacional de avaliação instituído pelo MEC (Ministério da Educação). O que estava em curso – a Avaliação Nacional de Educação Infantil (ANEI) – foi revogado. E, segundo fonte do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), Continue lendo

O ensino tradicional está em constante adequação para atender a nova realidade do ser humano. Muitos exercícios, mais repetições e muitos testes, não preparam o aluno de forma integral e, muito menos, dá conta de desenvolver todas as competências que ele necessita para enfrentar os desafios do século 21. Enquanto o mundo abre espaço e cobra que os jovens sejam protagonistas de seu próprio desenvolvimento e de suas comunidades, se faz necessário incorporar estratégias de aprendizagem mais flexíveis e abrangentes, para alcançar tais objetivos. A educação moderna opta por competências Continue lendo

    Educar filhos nunca foi tarefa fácil, mas, a cada dia, o trabalho se torna mais desafiador, porque as nossas crianças são constantemente bombardeadas por influências de suas engenhocas tecnológicas. Com o mundo digital cada vez mais interativo, em quase todos os países, entusiastas da digitalização, apostam no potencial da tecnologia para o desenvolvimento da garotada. A possibilidade de interagir com pessoas de várias partes do mundo ao mesmo tempo, pode se mostrar uma oportunidade valiosa para as crianças desenvolverem suas habilidades sociais. Mas Continue lendo

Saúde emocional das crianças Quando falamos de sentimentos, em geral, pensamos em reações positivas, mas esquecemos que crianças e adultos, reagem aos acontecimentos da vida de forma variada, conforme suas experiências de vida. O prazer, alegria, euforia, raiva, tristeza, frustração, são alguns dos sentimentos que preocupam os educadores. Uma parte deles é bem-vinda, a outra gera sofrimento, mas não pode ser desconsiderada. Sim, e para usar a raiva, tão emblemática, como exemplo, precisamos ponderar que estar com raiva significa estar em sofrimento emocional. Ela pode Continue lendo